Bolsa Família

O Bolsa Família é um programa de transferência direta de renda que beneficia famílias em situação de pobreza e extrema pobreza em todo o Brasil. Criado para combater a fome e promover a segurança alimentar e nutricional, o programa também visa o acesso à educação e à saúde.

Quem Tem Direito ao Bolsa Família?

Para ser elegível ao Bolsa Família, é necessário atender a alguns critérios:
  • Renda Familiar: a principal regra é que a renda de cada pessoa da família seja de, no máximo, R$ 218 por mês.
  • Inscrição no CadÚnico: A família deve estar registrada no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

Como Solicitar o Bolsa Família?

O processo para solicitar o Bolsa Família envolve os seguintes passos:
  1. Inscrição no CadÚnico: Procure o CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) da sua região para realizar a inscrição no CadÚnico ou atualizar seus dados, se já estiver inscrito.
  2. Seleção e Aprovação: A seleção das famílias é feita mensalmente pelo Ministério da Cidadania, com base nas informações do CadÚnico.
  3. Recebimento do Benefício: Se aprovado, o benefício será depositado mensalmente em uma conta aberta automaticamente na Caixa Econômica Federal.

Valor do Bolsa Família

O valor do benefício do Bolsa Família varia conforme a composição e a renda da família. Existem três tipos principais de benefícios:

Benefício de Renda de Cidadania (BRC)

O Benefício de Renda de Cidadania (BRC) é o principal componente do Bolsa Família. Tem o valor de R$ 142 mensais para cada integrante da família beneficiária.

Benefício Complementar (BCO)

Caso o valor total dos Benefícios de Renda de Cidadania não atinja o mínimo de R$ 600, o Benefício Complementar (BCO) é pago para complementar a renda familiar até esse valor mínimo estabelecido.

Benefício Primeira Infância (BPI)

As famílias com crianças de 0 a 6 anos recebem um adicional de R$ 150 por criança nessa faixa etária, através do Benefício Primeira Infância (BPI). Esse benefício visa reforçar a proteção e os cuidados necessários nos primeiros anos de vida.

Benefício Variável Familiar (BVF)

Gestantes: Um adicional de R$ 50 é pago pelo Benefício Variável Familiar (BVF).Para crianças e adolescentes de 7 a 18 anos incompletos: O BVF também concede R$ 50 extras por cada criança ou adolescente nessa faixa etária na composição familiar.

Benefício Variável Familiar Nutriz (BVN)

O Benefício Variável Familiar Nutriz (BVN) garante 6 parcelas de R$ 50 para auxiliar nos primeiros meses de vida de um bebê. Seu objetivo é promover maior proteção social e qualidade nutricional para mães (ou responsáveis) e bebês de até seis meses, independentemente do aleitamento materno.

Benefício Extraordinário de Transição (BET)

O Benefício Extraordinário de Transição (BET) é temporário com objetivo assegurar que nenhum beneficiário receba valor inferior ao que recebia no antigo Auxílio Brasil. Seu valor é calculado para compensar eventuais perdas na transição para o novo Bolsa Família e será gradualmente reduzido conforme os novos benefícios aumentarem a renda familiar.

Condicionalidades do Bolsa Família

Para continuar recebendo o Bolsa Família, as famílias devem cumprir algumas condicionalidades relacionadas à saúde e educação:
  • Educação: Crianças e adolescentes de 6 a 17 anos devem estar matriculados na escola e ter frequência mínima de 85% (6 a 15 anos) e 75% (16 e 17 anos).
  • Saúde: Crianças de 0 a 7 anos devem estar com as vacinas em dia e passar por acompanhamento nutricional. Gestantes devem realizar o pré-natal.
Página 1 de 164 1 2 164